Assiste aí: How to Get Away with Murder

Viola Davis toda montada na maquiagem.

Você conhece Viola Davis? Se sim, sorte sua. Se não, azar seu. Eu não conhecia ou talvez não tivesse reparado nela ainda… Até assistir How to Get Away with Murder onde ela aparece e dá um show de atuação.

Não sou crítico nem nada, mas sou consumidor e dou audiência a esses programas, então vou deixar aqui um ponto de vista de alguém que só é fã.

A série fala de estudantes de um curso de Direito na Filadélfia, lá acontece um monte de merda como assassinatos, improbidade administrativa (WTF?! Nunca soube como usar esse termo, talvez aqui ele se encaixe…) e a nossa fabulosa Viola Davis interpreta a fodona Annalise Keating, ela é a chefona da porra toda, leciona aulas de Direito Penal na Universidade X (X pq nao me atentei ao nome da Universidade).

Tem umas partes onde ela aparece toda “montada” na maquiagem e algumas partes onde ela aparece chorando ao pé da cama toda desmanchada como as mulheres na vida real, é sensacional faz a gente refletir sobre esse monte de falsidade que vemos na televisão.

Tem beijo gay entre homem e homem, tem também beijo gay entre mulher e mulher (oh yeah)! Não consigo contar aqui alguns detalhes sem dar nenhum spoiler. Outro fato interessante dessa série, é que ela ao mesmo tempo que se repete um pouco ela se torna cativante, tem personagens que começam a pensar de outra maneira e vai te puxando pra dentro da trama e já era. Quando você perceber, já assistiu a primeira, segunda e a terceira temporada inteirinha.

Viola Davis desmontada, tá tristinha…

Todos os atores e atrizes mandam muito bem em seus papéis, porém, não consigo parar da Viola Davis tanto faz sentido o que estou falando que é só ver a quantidade de prêmios que ela ganhou por esse papel.

Moral da história: Vale a pena demais assistir a série How to Get Away with Murder. Ela é extremamente cativante e com requintes de crueldade. Ta aí moscando? Sem saber o que assistir? Manda bala! Assiste aí! Vale demais a pena… Depois escreve aí em baixo o que achou!

 

0 comments